Você acaba de preparar o motor e vai andar com a moto para ver como ficou, em poucas quadras percorridas e a sua conclusão é que ela está muito forte e acelera rápido, você está satisfeito com o trabalho que realizou e chega a hora de avisar seu cliente que a moto está pronta para ele vir buscar.

É um momento de ansiedade, ele esperou dias, ou talvez semanas por esse momento. Ele faz o pagamento e a única coisa que passa na cabeça dele é andar com a moto, pega a chave e dá a partida. Um ronco grave toma conta da sua oficina, ele coloca o capacete e enrola o cabo com vontade, roda dianteira no ar e vai sumindo de vista.
Após alguns minutos e km rodados o cliente está de volta e para sua surpresa ele não gostou da moto, a insatisfação está em seus olhos e você não consegue entender o que está acontecendo. Mas a moto levanta no acelerador com facilidade, acelera muito rápido e ele está reclamando.

Você sabe qual é um dos maiores erros na Preparação de motor?

Para responder essa pergunta precisamos voltar ao início do projeto, quando o cliente entrou na sua oficina para preparar o motor e você não fez nenhuma pergunta, simplesmente anotou o que ele pediu e logo em seguida já começou a desmontar a moto e fazer a alteração. (Alteração? Mas o cliente não chegou pedindo uma Preparação?)

Vou lhe explicar qual foi o maior erro que você cometeu no primeiro contato com seu cliente:

Você não fez um levantamento das necessidades e expectativas dele, não sabe qual o tipo de uso da moto. Então como você achou que entregaria um bom resultado se não faz ideia do que ele espera do seu serviço?

A moto sobe no punho, acelera rápido nas primeiras marchas, mas a quinta não enche. O motor amarrou e não dá velocidade final, e era exatamente isso que ele queria, uma moto com muito mais velocidade final, e não uma moto pra fazer wheeling nas ruas da cidade.

Preparar motor ou Alterar motor – qual a diferença?

Preparar Motor ou Alterar Moto

PREPARAR é fazer um levantamento das necessidades e fazer uma análise técnica de quais componentes serão melhorados para alcançar os objetivos, calcular todas as variáveis para ter a certeza que tudo sairá corretamente para garantir um motor realmente forte e confiável. Se alguma coisa não estiver de acordo precisa ser corrigida durante o projeto, e não depois da execução porque isso encarece o serviço e aumenta os riscos de quebras.

Mas você partiu logo para a execução das ALTERAÇÕES e quando terminou veio o veredito do seu cliente: “Essa moto não ficou boa, não é isso que eu quero.”

Se isso já aconteceu com você, fique tranquilo que vou lhe mostrar como começar um bom projeto de Preparação para saber exatamente o que seu cliente espera de você (essa técnica também pode ser aplicada para preparar sua própria moto, pois muitas pessoas não sabem o que querem e simplesmente vão trocando peças sem critérios).

 

 

Objetivos da Preparação de motor – O que o cliente precisa

Quando falo em identificar a necessidade do cliente, não se trata apenas de fazer perguntas vagas e sem sentido, porque muitas vezes quando entra na sua oficina nem ele sabe exatamente o que quer, então precisamos ajudá-lo a descobrir seu objetivo. E como fazemos isso?

O maior segredo está nas perguntas, que devem ser sugestivas e direcionadas sobre todas as possibilidades de uma Preparação e para conseguir extrair todas as informações que vai precisar.

Então saber exatamente o que e como perguntar é muito mais importante do que simplesmente anotar as peças que ele pediu, você é o Preparador e é quem realmente sabe Preparar motor de moto na sua oficina.

Quer aprender identificar as características para iniciar um bom projeto?

Veja mais em nosso próximo artigo…
“Entrevista com o cliente – Como descobrir o que ele espera de você”