Essa é uma questão muito particular, pois todos nós temos percepções diferentes em relação desempenho de um motor preparado, há quem defina um motor forte como aquele com mais potência em baixos e médios regimes para facilitar as acelerações e manter o motor cheio já aos primeiros toques ao acelerador. Outros porém definem motor forte como motores de alta, com pico de potência em rotações bem elevadas, onde o motor só acorda e enche realmente próximo ao limite de RPM, o que torna a pilotagem mais divertida porém um pouco cansativa pois requer trocas constantes de marchas para o melhor aproveitamento do conjunto.

Aqui é necessário muito cuidado com essa definição, pois se o cliente tiver uma percepção de motor forte muito diferente do preparador e eles não falarem a mesma língua dificilmente o resultado será satisfatório.

Você sabe identificar como seu cliente define um motor forte? Veja como é possível descobrir isso.

Entrevista poderosa na preparação de motor

Entrevista com o cliente? Sim, foi isso que você leu e é exatamente isso que vamos fazer, vou lhe explicar.

Para superar ou no mínimo atingir as expectativas do cliente precisamos fazer um levantamento de suas necessidades.O que o cliente espera do seu serviço de preparação de motor, o que ele realmente quer com isso.

É preciso saber exatamente quais são os tipo de uso da moto, suas características e particularidades para explicar pra ele e descobrir qual se encaixa no perfil do cliente. Para lhe ajudar nisso vou listar aqui alguns mais utilizados:

  • Moto Preparada para uso urbano – Quais diferenças de Cidade e Rodovia?
  • Moto Preparada para Autódromo – Quais diferenças de Arrancada e Motovelocidade?
  • Moto preparada para Off Road – Quais diferenças de Trilha, Enduro, Velocross ou Motocross?

Muitas vezes o cliente não sabe a diferença de um motor projetado pra uso urbano, pra uso em rodovia ou pra competição, então como ele vai definir qual aplicação do seu motor se ele mesmo não conhece essas diferenças? Temos a função de falar de todos os detalhes e particularidades de cada tipo de uso, e você sabe exatamente o que define cada um deles?

Após explicar todos os detalhes, fazer as peguntas chaves e identificar como a moto será utilizada é preciso saber exatamente como está o comportamento da moto antes da preparação, isso precisa estar documentado pois será usado como parâmetro de avaliação de resultado final. Como está o desempenho atual, qual velocidade máxima e como está aceleração dela, se enche todas as marchas, como ela se comporta comparada com outras motos semelhantes?

Preparação de motores iguais, mas com desempenho bem diferente

Tenha em mente e explique para o cliente que os resultados são definidos pelos ganhos a partir do desempenho atual, um dos maiores erros de mecânicos e preparadores é prometer ou querer definir exatamente qual velocidade a moto do cliente vai atingir depois da preparação. Pois como garantir algo que você não sabe como está agora?

Agora vamos imaginar uma situação que é comum acontecer, veja o exemplo:

Três amigos com motos do mesmo modelo e mesmo ano chegam em uma oficina para fazer a preparação de motores iguais, e todos eles querem fazer exatamente o mesmo projeto com investimento idêntico, porém as motos originais apresentam desempenho bem diferente. Uma atinge 120 Km/h a outra atinge 130 km/h e a terceira chega à 150 km/h. Agora me responda uma coisa, se fizer exatamente a mesma preparação em todas elas, será que é possível afirmar para todos os 3 clientes que todas elas vão chegar à 170km/h?

Preparadores sérios e responsáveis relacionam os resultados em ganho a partir do desempenho atual, um exemplo correto seria afirmar para os 3 clientes acima que a Preparação realizada pra eles vai aumentar em torno de 20 km/h a mais em relação ao que a moto dá hoje.

Mas será que o motor é o único responsável por fazer a moto atingir boas velocidades e ótimo desempenho?

Últimos dados fundamentais na preparação de motor

Agora precisamos pensar nos últimos passos. Como a estrutura da moto, altura e peso do piloto podem interferir direta ou indiretamente para atingir exatamente o resultado que ele deseja? Esses são dados muito importantes para concluir a análise do projeto de preparação de motor que será desenvolvida. Afinal não é apenas motor, mas sim um conjunto que precisa estar em equilíbrio para o melhor desempenho.

Muitos outros dados são fundamentais na preparação de motor, como a frequência de uso da moto, o trecho e distâncias percorridas, lugar e tempo total em aceleração máxima que a moto será submetida, isso determina muita coisa dentro desta análise.

E quando chegamos ao final dessa entrevista com o cliente precisamos de um último dado essencial que será um dos responsáveis pelo nosso ponto de partida: Qual é o valor do investimento que o cliente está disposto a fazer para alcançar todos esses resultados que descrevemos?

Agora sim você já pode começar a pensar nas peças e serviços que serão necessários para garantir o sucesso deste projeto que está só no começo. E lembre-se é preciso saber como iniciar um projeto para não ter surpresas desagradáveis no final como quebras ou insatisfação por desempenho abaixo das expectativas. Aprenda a ouvir e falar a linguagem do seu cliente.